sábado, 3 de julho de 2010

V-Sor, X

Banda de formação (sempre em torno de Morgan Bryan) e sonoridade variada que existe desde 79, com um hiato entre 89 e 05. A descoberta da reativação da banda foi algo que aconteceu hoje e uma grande surpresa para mim. Para variar um pouco, outra banda que saiu na série Flexi Pop, porém, ao contrário de muitas, V-Sor, X possui bastante material interessante, o estilo varia conforme a fase, geralmente entre post punk e minimal wave.
Apesar das restrições orçamentárias que sofriam, o talento dessa banda ficava evidente com a habilidade que demonstravam nas composições e até mesmo nos vocais, eu apostaria que Morgan Bryan fez parte de coral de igreja ou algo assim, pelo menos em alguns momentos, como no final da faixa Euromantic, dá para se ter essa impressão.
Apesar de uma certa quantidade de material lançado durante os anos 80, tanto em vinil quanto cassetes, hoje em dia o que temos é apenas um CD chamado "A Strip Of Light But Still Too Dark", lançado pelo selo alemão Genetic Music. Esse CD contém músicas de 81 a 86, algumas lançadas previamente em cassete, outras inéditas. É bem interessante a variação entre as músicas, desde as mais eletrônicas agitadas, ou nem tanto, quanto algumas que são basicamente cordas, teclado de fundo e vocais. No site deles dá para se ter uma idéia melhor do estilo de todo o material que já produziram, inclusive as músicas das fases menos eletrônica e o material recente (que eu achei promissor).